Artigos > Qual a importância da Medicina Dentária na Apneia do Sono?

Qual a importância da Medicina Dentária na Apneia do Sono?

Qual a importância da Medicina Dentária na Apneia do Sono? O sono é um período de repouso para o corpo e mente, durante o qual a consciência...

Qual a importância da Medicina Dentária na Apneia do Sono?

Qual a importância da Medicina Dentária na Apneia do Sono?

O sono é um período de repouso para o corpo e mente, durante o qual a consciência está em inactividade parcial ou completa.

Durante este período o nosso organismo realiza funções importantes com consequências directas à saúde como o fortalecimento do sistema imunológico, secreção e libertação de hormonas, consolidação da memória, relaxamento e descanso dos músculos.

Dormir bem é essencial não apenas para ficar acordado no dia seguinte, mas para ser-se saudável, melhorar a qualidade de vida e até aumentar a longevidade.

Apneia do sono

A Apneia do sono é uma desordem do sono na qual se verifica a suspensão da respiração durante o sono.

Estes eventos duram alguns segundos podendo mesmo ultrapassar um minuto de duração.

Considera-se que os episódios de Apneia são significativos quando existem 5 ou mais apneias por hora. Existem três tipos de Apneia do sono: central, obstrutiva e mista. Na Apneia central a respiração é interrompida pela falta de esforço respiratório; no tipo obstrutivo, a respiração pára devido a um bloqueio físico das vias aéreas superiores; na Apneia do sono mista há uma transição de características centrais para obstrutivas.

Na maior parte dos casos, o paciente raramente tem consciência de que tem dificuldade em respirar. Muitas vezes a Apneia do sono é reconhecida como um problema por outras pessoas que testemunham o individuo durante o sono.

Muitas vezes as Apneias não sejam suficientes para despertar o paciente, há uma alteração no padrão do sono, passando do sono profundo para uma fase do sono mais superficial. Consequentemente, existe uma falta de sono reparador manifestando-se sensação de “noite mal dormida”, fadiga e sonolência durante o dia.

A idade, o aumento de Índice de Massa Corporal, a obesidade e o sexo masculino são factores predisponentes para esta doença. Por outro lado, o uso de fármacos miorrelaxantes como as benzodiazepinas, sedativos, ingestão de álcool e o tabagismo levam ao aumento da complacência das vias aéreas superiores.

Nas crianças os factores que levam a episódios de Apneia do sono são a hipertrofia das adenóides e/ou amígdalas, bem como malformações congénitas (síndromes genéticos, micrognatia, retrognatia).

Diagnóstico de Apneia do Sono

O diagnóstico de Apneia do Sono é comprovado pela realização da Poligrafia nocturna. O paciente pode levar para sua casa um aparelho portátil e, durante uma noite faz-se o registo de várias funções do sono (respiração, ressonar, batimento cardíaco, nível de oxigénio). Em casos mais severos pode ser necessário recorrer à Polissonografia.

Durante o dia os pacientes que sofrem de Apneia do sono podem manifestar diminuição de concentração, incluindo no trabalho e na condução automóvel. Pode haver perda de memória e alterações de humor e personalidade. Cerca de 50 % das pessoas com esta condição têm hipertensão arterial, sendo que o risco de ataque cardíaco e AVC é elevado em pacientes com Apneia do sono.

O tratamento depende das características clínicas de cada individuo e do resultado do estudo do sono.

Nos casos mais severos a terapêutica mais eficaz é o uso de CPAP (administração de ar por meio de máscaras nasal ligada a um aparelho).

A cirurgia está indicada em casos que apresentem alterações estruturais.

Em caso leves a moderados, a opção terapêutica ideal é o uso de dispositivos intra-orais durante a noite. Estes dispositivos preparados por Estomatologistas e Médicos Dentistas levam ao reposicionamento da mandíbula e da língua, mantendo a via aérea superior desobstruída. Os dispositivos intra-orais apresentam enumeras vantagens: custo relativamente baixo, não invasivo, fáceis de transportar, a sua utilização é cómoda e sem ligações a aparelhos externos, o que se traduz numa boa aceitação por parte dos pacientes.

Higiene do Sono

Relativamente à higiene do sono, antes de dormir deve-se evitar: fumar, ingerir álcool, bebidas com cafeína e refeições pesadas, exercício físico nas 4 horas antes de se deitar, sedativos; para além de que o horário do sono deve ser regular.

Pode-se concluir que o diagnóstico de SAOS e seu tratamento adequado adquirem grande importância, melhorando de forma significativa a qualidade de vida do paciente.

Marcação de Consulta em Implantes Dentários
Urgências Das 8H às 24h
Em ambiente hospitalar no Hospital CUF e Instituto CUF
Ligue 935 184 727 Ligue 935 184 727
30 anos de experiência ao seu dispor

Devolvemos-lhe a alegria de sorrir novamente!

Marcar Consulta Ligue 229 376 497

Agende uma consulta online de forma simples e rápida!