Tratamentos > Pacientes Oncológicos

Pacientes Oncológicos

Pacientes Oncológicos - Está a fazer quimioterapia para tratamento de um problema oncológico? Se for esse o seu caso, estes conselhos podem ajudá-lo. Apesar de a quimioterapia ajudar no tratamento do cancro, pode provocar efeitos secundários ao nível da boca. Alguns destes problemas orais...

Pacientes Oncológicos

Está a fazer quimioterapia para tratamento de um problema oncológico?

Se for esse o seu caso, estes conselhos podem ajudá-lo. Apesar de a quimioterapia ajudar no tratamento do cancro, pode provocar efeitos secundários ao nível da boca.
Alguns destes problemas orais podem fazer com que atrase ou ponha fim ao seu tratamento oncológico. Para ajudar a prevenir problemas sérios, é importante ir ao dentista pelo menos um mês antes de começar a quimioterapia.

Um dentista pode ajudá-lo a prevenir  problemas orais característicos da quimioterapia

Que tipo de efeitos secundários podem surgir na boca devido à quimioterapia?


Podem surgir certos efeitos secundários ao nível da boca devido à quimioterapia. Estes efeitos podem ser diferentes de paciente para paciente. Os problemas dependem do tipo de medicamentos que estiverem a ser utilizados durante as sessões de quimioterapia e de como o corpo reage a estes fármacos. Alguns destes problemas ocorrem apenas durante o tratamento ou durante um breve período após a sua finalização.

  • boca e gengivas doloridas
  • boca seca
  • língua ardente, inflamada ou esfolada
  • infeções
  • alterações do paladar

É necessário ir ao dentista pelo menos um mês antes da sua primeira sessão de quimioterapia, se for possível. Se já começou o tratamento e ainda não foi visto por um dentista, visite um o mais rapidamente possível.

Como é que a quimioterapia afecta a boca?


A quimioterapia é um tratamento oncológico à base de medicamentos que destroem as células cancerosas. No entanto, estes medicamentos também podem danificar células normais, incluindo as células da boca. Os efeitos secundários que a quimioterapia pode produzir incluem problemas a nível de dentes, gengiva, mucosas e glândulas salivares.

É importante saber que os efeitos secundários ao nível da boca podem ser graves.

  • Os efeitos secundários podem causar dor e dificultar a mastigação, a deglutição e a fala.
  • É mais provável que possa contrair uma infeção, o que pode ser perigoso se está a ser submetido a tratamento oncológico.
  • Se os efeitos secundários forem severos, é possível que o seu médico necessite reduzir ou até suspender o seu tratamento oncológico.

Porque motivo devo ir a um dentista?


Talvez o surpreenda saber que o seu dentista é muito importante no tratamento do cancro. Visitar o seu dentista antes de começar a quimioterapia, poderá ajudá-lo a prevenir sérios problemas. Por vezes os efeitos secundários ocorrem porque o paciente não tem uma boca saudável antes de começar a quimioterapia. Nem todos os problemas orais se podem evitar, mas quanto menos efeitos secundários tiver, maior a probabilidade de poder prosseguir o seu tratamento oncológico.

É importante que o seu médico dentista e o seu médico oncologista falem entre si antes de começar a fazer quimioterapia. Deve dar o telefone do seu médico oncologista ao seu dentista.

Quando devo ir ao dentista?


É necessário ir ao dentista pelo menos um mês antes da sua primeira sessão de quimioterapia, se for possível.

Se já começou o tratamento e ainda não foi visto por um dentista, visite um o mais rapidamente possível.

O que irão fazer o dentista e o higienista oral?


  • Revisão e e controlo da higiene oral
  • Radiografias
  • Tratamento de qualquer problema de saúde oral
  • Instrução do paciente sobre os cuidados a ter para prevenir efeitos secundários.

O dentista fará  um exame completo.

O que posso fazer para manter uma boca saudável?


O primeiro passo é visitar um dentista antes de começar o tratamento oncológico. Uma vez começado o tratamento, é importante que faça revisões diárias à sua boca para detetar feridas ou outras alterações. As sugestões seguintes podem ajudá-lo a prevenir problemas e a cuidar a boca  no caso de estar inflamada :

Mantenha a boca húmida.

  • Beba muita água.
  • Dissolva bocados de gelo.
  • Mastigue pastilhas elásticas ou caramelos sem açúcar.
  • Use substitutos de saliva para ajudar a manter a boca húmida.

Mantenha a boca, a língua e as gengivas limpas.
Escove os dentes, as gengivas e a língua com uma escova extra suave depois de cada refeição e antes de ir para a cama. Se sentir dor, amoleça as cerdas da escova em água morna.

  • Use uma pasta de dentes com flúor.
  • Não use colutórios com álcool.
  • Use fio dentário diariamente e escove os dentes com suavidade. Se as gengivas sangrarem e doerem quando passa o fio, evite as áreas afetadas, mas continue a usá-lo entre os outros dentes.
  • Bocheche várias vezes ao dia com uma mistura de 1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio e 1/4 de colher de chá de sal diluídos num litro de água morna. Depois bocheche só com água.
  • As próteses dentárias mal adaptadas podem causar problemas. Comente com o seu médico oncologista e com o seu médico dentista se usa algum tipo de prótese.

Se tem a boca inflamada, tenha cuidado com o que come e bebe.

  • Escolha alimentos saudáveis que sejam fáceis de mastigar e engolir.
  • Coloque os alimentos na boca em pequenas quantidades, mastigue lentamente e vá bebendo pequenos goles de líquido enquanto come.
  • Coma alimentos húmidos e moles como cereais cozidos, puré de batata ou outros legumes e ovos mexidos.
  • Se sentir dificuldade em engolir, amoleça a comida com molho de carne ou outros molhos, caldos, iogurte ou outros líquidos.

Beber pequenos goles de líquidos enquanto come ajuda-o a comer.


Telefone ao seu médico ou enfermeira se sentir dor na boca.

  • Colabore com eles para encontrar medicamentos que o ajudem a controlar a dor.
  • Se a dor continuar, fale com o seu médico oncologista sobre a possibilidade de usar medicamentos mais fortes.

Lembre-se que deve evitar:

  • Alimentos crocantes como batatas fritas ou outros snacks que possam roçar ou mesmo  cortar-lhe a boca.
  • Alimentos muito condimentados, quentes ou ácidos, como algumas frutas ou sumos cítricos que possam irritar-lhe a boca.
  • Alimentos açucarados como doces ou refrigerantes gasosos que podem provocar cáries.
  • Palitos, porque podem ferir-lhe a boca.
  • Todos os produtos que contenham tabaco.
  • Bebidas alcoólicas

A Não Esquecer


  • Visite o seu dentista antes de começar a quimioterapia.
  • Tenha especial cuidado com a sua boca durante o tratamento.
  • Fale regularmente com o seu médico oncologista e com o seu dentista sobre qualquer problema que tenha durante e depois das suas sessões de quimioterapia.

Contacte com o seu oncologista ou com o seu o dentista se tiver problemas na boca.

30 anos de experiência ao seu dispor

Devolvemos-lhe a alegria de sorrir novamente!

Marcar Consulta Ligue 229 376 497

Agende uma consulta online de forma simples e rápida!

Urgências Das 8H às 24h
Em ambiente hospitalar no Hospital CUF e Instituto CUF
Ligue 935 184 727 Ligue 935 184 727