Artigos > Odontopediatria. O que saber sobre os dentes dos filhos?

Odontopediatria. O que saber sobre os dentes dos filhos?

Como é comum e perfeitamente normal, o nascimento de um filho é um momento mágico no seio da família mas acarreta também muitos receios e...

Odontopediatria. O que saber sobre os dentes dos filhos?

Como é comum e perfeitamente normal, o nascimento de um filho é um momento mágico no seio da família mas acarreta também muitos receios e dúvidas aos pais acerca do seu desenvolvimento.

Odontopediatria

Quando erupcionam os dentes?

Normalmente o primeiro dente surge por volta dos 6 meses e a dentição de leite fica completa por volta dos dois anos, sendo esta constituída por 20 dentes. Há, no entanto, casos em que os primeiros dentes surgem mais cedo ou mais tarde que o referido e não há motivos para alarmismos. Por norma, os primeiros dentes a erupcionar são os incisivos centrais inferiores.

Importa referir que os dentes de leite são importantes quer para a mastigação, fonética e estética, quer para orientarem a erupção dos respetivos dentes definitivos e manterem o espaço para a erupção e colocação desses dentes.

A dentição definitiva inicia a sua erupção por volta dos 6 anos e normalmente os primeiros dentes a surgir são os incisivos centrais inferiores concomitantemente com os primeiros molares definitivos, esta erupção é por vezes assintomática.

Os molares definitivos erupcionam atrás de todos os dentes de leite que estão na arcada, ou seja, não substituem nenhum dente de leite como a maior parte dos pais pensa. São inúmeras as vezes que me surgem no consultório meninos já com cáries nestes dentes e os pais a referirem que não se tinham apercebido que já havia dentes definitivos na boca. Estes dentes são muito importantes para a dentição pois permitem perceber como será o estabelecimento da dentição definitiva. Estes molares devem ser selados após a sua total erupção de forma a prevenir futuras cáries. O facto de erupcionarem numa zona de difícil acesso para a higienização e de apresentarem uma anatomia com sulcos muito pronunciados permite facilmente a instalação de placa bacteriana o que aumenta a probabilidade de cárie.

O que pode fazer para aliviar os sintomas da erupção dentária?

A erupção dentária é um dos momentos de maior tensão pois alguns bebés sentem desconforto ou mesmo dor durante este processo. Podem surgir sinais ou sintomas como inflamação gengival, edema da zona, cistos de erupção, hipersalivação, perda de apetite, irritabilidade ou alterações na rotina do sono. É importante que os pais transmitam tranquilidade ao bebé e o ajudem a ultrapassar este processo natural e passageiro.


O que podem os pais fazer para aliviar estes sintomas?

O desconforto pode ser aliviado utilizando um pano humedecido com água fria, oferecendo a chupeta, mordedores com líquido refrigerador, mordedores de silicone ou mesmo um dedo limpo para massajar a gengiva e promover a erupção dentária.

Quando estes bebés já fazem uma alimentação diversificada, os pais podem oferecer banana, maçã ou cenoura cortada em palitos e colocada no frigorífico, crua ou ligeiramente cozida ao vapor, de forma a que estes possam ir “roendo” esses alimentos. Se os bebés estiverem na fase de introdução de alimentos devem colocar os mesmos nas “redes de alimentação” para prevenir engasgamentos.

Os pais podem também aplicar um gel natural calmante na zona, por exemplo, com extratos de camomila. Se mesmo recorrendo a estas técnicas não farmacológicas não conseguirem aliviar o desconforto da erupção dentária, podem fazer medicação analgésica como o paracetamol ou ibuprofeno ou mesmo anestésicos tópicos, devendo sempre nestes casos falar primeiro com o seu odontopediatra. Estaremos sempre disponíveis para clarificar qualquer dúvida que surja.

Qual é a melhor altura para levar o seu filho pela primeira vez ao dentista?

Uma outra questão muito pertinente é qual a altura ideal para levar o bebé a primeira vez à consulta de medicina dentária? Na minha opinião, o primeiro contacto deverá ocorrer ainda durante a gravidez da mãe por ser aquela fase em que os progenitores estão mais recetivos a toda a informação e prontos a absorver tudo o que possa ser benéfico para o seu bebé.

A primeira consulta efetiva ao bebé deve ser realizada até ao primeiro ano de vida e serve sobretudo para esclarecer, instruir e motivar os pais acerca dos cuidados diários a ter, nomeadamente, como realizar a higiene oral, qual a pasta dentífrica mais adequada, avaliar a presença de hábitos orais nocivos e identificar possíveis alterações anatómicas. Nesta consulta deve ser apresentada a clínica, o médico/a odontopediatra e assistentes dentárias de forma a familiarizar o bebé com o meio envolvente.

Deve também ser avaliado e registado o historial clínico assim como antecedentes familiares. Sempre que possível avaliar a cavidade oral, dependendo da idade, na cadeira ou no colo da mãe ou pai e efetuar profilaxia com escova manual ou elétrica.

Na odontopediatria acreditamos que a prevenção é a peça fundamental para que o seu filho tenha uma boa saúde oral.

Dra. Ana Roleira Marinho
Especialista Odontopediatria

Marcação de Consulta em Implantes Dentários

Financiamento Implantes Dentários
30 anos de experiência ao seu dispor

Devolvemos-lhe a alegria de sorrir novamente!

Marcar Consulta Ligue 229 376 497

Agende uma consulta online de forma simples e rápida!