Especialidades > Cirurgia Oral

Cirurgia Oral

Cirurgia Oral - É uma das áreas mais abrangentes da Medicina Dentária. Esta especialidade compreende o diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças, traumatismos e deformações envolvendo tecidos moles e duros da cabeça, boca, dentes, gengivas, maxilares e pescoço. Abrange um vasto leque...

Cirurgia Oral

É uma das áreas mais abrangentes da Medicina Dentária. Esta especialidade compreende o diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças, traumatismos e deformações envolvendo tecidos moles e duros da cabeça, boca, dentes, gengivas, maxilares e pescoço.

Abrange um vasto leque de procedimentos entre os quais:

  • Extrações
    Todos os dentes que apresentem impossibilidade de permanecer na cavidade oral devem ser extraídos, nomeadamente dentes com cáries muito extensas não recuperáveis, dentes sem suporte ósseo, dentes inclusos, dentes supranumerários.

  • Apicetomia
    Algumas lesões periapicais (quisto no ápice da raiz) podem não regredir através do tratamento endodôntico, necessitando, por isso, ser removido cirurgicamente. Concomitantemente, é feita a remoção do ápice radicular, associado a uma retro-obturação para um perfeito selamento.

  • Elevação Do Seio Maxilar
    Este procedimento tem como objectivo o aumento da massa óssea na região de pré-molares e molares, permitindo posteriormente a colocação de implantes que de outra forma não seria possível.

  • Remoção de Quistos e Tumores
    Tanto dos tecidos moles quanto dos tecidos duros.

  • Cirurgia Periodontal
    frenectomias, gengivectomia, enxertos muco-gengivais

Tecnologia - PRP

Atualmente grande parte destes procedimentos são realizados usando uma técnica de regeneração tecidular importante. Leia mais sobre PRP-plasma rico em plaquetas.

Que problemas podem causar os dentes inclusos?


Os dentes inclusos poderão originar diversas complicações como:

  • pericoronarites
  • apinhamento dentário
  • cáries dentárias em dentes adjacentes
  • patologias como quistos e tumores
  • parestesias (alteração da sensibilidade)
  • fratura da mandíbula

Porque é que os dentes ficam inclusos?


Os dentes podem ficar inclusos, ou seja, não erupcionar e ocupar a sua posição na arcada, por diversas razões:

  • resistência da fibromucosa que recobre o dente pela sua densidade
  • resistência do tecido ósseo
  • falta de espaço na arcada dentária
  • dentes muito volumosos
  • obstáculos devido ao dente vizinho ou outra estrutura
  • permanência por tempo excessivo de dentes decíduos
  • perda precoce de dentes decíduos alterando a posição dos permanentes

Todos os dentes inclusos devem ser extraídos?


Não. Há dentes inclusos que devem ser tracionados para que possam ocupar o seu lugar na arcada dentária.

Urgências Das 8H às 24h
Em ambiente hospitalar no Hospital CUF e Instituto CUF
Ligue 935 184 727 Ligue 935 184 727
30 anos de experiência ao seu dispor

Devolvemos-lhe a alegria de sorrir novamente!

Marcar Consulta Ligue 229 376 497

Agende uma consulta online de forma simples e rápida!