Artigos > Cancro Oral

Cancro Oral

O cancro oral trata-se de uma neoplasia (lesão maligna) da cavidade oral, incluindo também lábios, garganta e amígdalas. Esta patologia apresenta...

Cancro Oral

O cancro oral trata-se de uma neoplasia (lesão maligna) da cavidade oral, incluindo também lábios, garganta e amígdalas.

Esta patologia apresenta ainda, nos nossos dias, uma taxa de mortalidade elevada, porque o seu diagnóstico e tratamento faz-se já numa fase avançada das lesões. Muitas vezes, por não serem dolorosas estas são desvalorizadas quer pelo paciente, quer pelo Médico Dentista, pelo que são detectadas tardiamente.

Tumores

Estes tumores surgem preferencialmente no pavimento da boca, bordo lateral da língua e palato mole. Contudo, lesões suspeitas que apareçam em outros locais devem ser igualmente avaliadas pelo Médico Dentista. Assim, é importante estar atento a qualquer mancha branca ou avermelhada, a lesões ulceradas que tardam a cicatrizar ou lesões duras e circunscritas, que não cicatrizem em 2 semanas.

Fatores de Risco

Esta patologia parece ser mais frequente nos homens a partir dos 50 anos. Podemos salientar o tabagismo e a ingestão de álcool, bem como a sua interacção, como factores de risco determinantes para o surgimento destes tumores. Têm sido também descritos como factores importantes irritações crónicas mecânicas (próteses fraturadas ou mal adaptadas, fraturas ou ausência de peças dentárias) , má higiene oral e ainda excessiva exposição solar, como aquela a que estão sujeitos os trabalhadores rurais.

Prevenção

Deste modo, a prevenção desta patologia passa pela eliminação dos factores de risco, bem como por visitas a cada 6 meses ao Médico Dentista. Este encontra-se numa posição priviligiada para a sua detecção.

Tratamento

O tratamento destes tumores inclui quimioterapia, radioterapia e cirurgia, muitas vezes de forma combinada, dependendo do local e extensão da lesão.

Assim, achamos de máxima importância referir 5 aspectos fundamentais, salientados pela OMD e Liga Portuguesa contra o Cancro, que podem alertar para esta situação:

  1. Observe os lábios superior e inferior, parte exterior e interior, incluindo gengivas.
  2. Observe o interior das bochechas, garganta e céu da boca.
  3. Observe a língua; olhe por cima, dos lados e por baixo (incluindo pavimento da boca).
  4. Toque suavemente sobre o rosto e pescoço, em busca de nódulos.
  5. Sorria para si e visite regularmente um Médico Dentista / Médico Estomatologista.
Marcação de Consulta em Implantes Dentários
30 anos de experiência ao seu dispor

Devolvemos-lhe a alegria de sorrir novamente!

Marcar Consulta Ligue 229 376 497

Agende uma consulta online de forma simples e rápida!

Urgências Das 8H às 24h
Em ambiente hospitalar no Hospital CUF e Instituto CUF
Ligue 935 184 727 Ligue 935 184 727