Principais Especialidades |

Dentisteria

dentisteria é a área da Medicina Dentária que tem como objetivo restabelecer ou melhorar a estética e função dentária.

Nos últimos anos, a dentisteria restauradora tem sofrido um desenvolvimento notável devido ao aparecimento de novas tecnologias e novos materiais dentários, os quais permitem aos médicos dentistas restaurar os dentes de forma conservadora com excelentes resultados estéticos.

- dentes com lesão de cárie
- tratamento de fraturas
- substituição de restaurações antigas danificadas e/ou infiltradas
- substituição de restaurações de amalgama inestéticas
- encerramento de espaços entre dentes (diastemas)
- alterações da morfologia e/ou posicionamento de dentário
- harmonização do sorriso
- simulações do resultado final pré-tratamento

  • O que é a cárie dentária?Ver resposta

    A cárie é uma doença transmissível e contagiosa de origem multifatorial, tendo como principal agente etiológico a bactéria S.Mutans.

    As bactérias  que se encontram na cavidade oral transformam os restos alimentares em ácidos que, formados por um processo de fermentação, atacam os tecidos mineralizados do dente.

  • O que ajuda ao desenvolvimento da cárie?Ver resposta

    Uma deficiente escovagem dentária leva à acumulação de restos alimentares na superfície dos dentes ajudando a adesão de bactérias às mesmas formando-se a placa bacteriana ou biofilme bacteriano. Proporciona-se, deste modo, o ambiente ideal para que as bactérias transformem o açúcar dos alimentos em ácido, o qual vai desmineralizar o esmalte dentário criando uma cavidade, que é a cárie propriamente dita.

    O flúor tem a capacidade de inibir a formação de cárie, contudo deve ser usado com moderação devido à sua toxicidade.

    A cárie pode afetar:

    - esmalte - não há sintomatologia;
    - dentina - existe sensibilidade;
    - polpa dentária - pulpite (dor intensa e aguda).

    carie dentária

    É importante salientar a importância do diagnóstico e tratamentos precoces da cárie dentária, pois quanto mais desenvolvido for o processo patológico, maior será a implicação para o complexo dentina-polpa, havendo diminuição da resistência dos tecidos dentários, o que exige um procedimento restaurador mais extenso e complexo.

    Destacam-se como meios de deteção da cárie, o diagnóstico clínico e radiológico.

  • Como prevenir a cárie dentária?Ver resposta

    Para prevenir a cárie dentária deve-se ter em conta:

    - Boa higienização ( correta escovagem dentária e uso do fio dentário)
    - Dieta equilibrada (redução da ingestão de açúcares)
    - Utilização de flúor (Odontopediatria)
    - Aplicação de selantes (Odontopediatria)

  • Como tratar a cárie dentária?Ver resposta

    Quando a cárie compromete apenas o esmalte e a dentina, o tratamento consiste na eliminação da estrutura do dente afetado e sua reconstrução. A eliminação de tecido cariado pode ser realizada por meio de instrumentos rotatórios, bem como por laser.

    Assim, a cárie dentária influencia a saúde geral do indivíduo ao diminuir a função mastigatória, altera o desenvolvimento e a estética facial, provoca perturbações fonéticas, causa dor e origina complicações infeciosas com repercussões locais e gerais.

  • Materiais Restauradores -Resinas compostas (compósitos)Ver resposta

    Os compósitos são resinas sintéticas constituídos por uma matriz de resina e uma carga de partículas inorgânicas. Possuem também várias substâncias que são incorporadas para melhorar a eficácia e durabilidade do material, para além de conterem pigmentos fundamentais para se aproximarem da cor das estruturas dentárias.

    Atualmente, este material restaurador apresenta boa resistência, fácil manipulação, boa adaptação às paredes da cavidade dentária, é durável e altamente estético. As características estéticas dos compósitos são dadas pela vasta gama de tons dentários disponíveis no mercado, que  simulam muito bem as características naturais dos dentes tais como: cor, textura, brilho, fluorescência e translucidez.

    Ao contrário das restaurações de amálgama, as restaurações a compósito permitem uma menor remoção de estrutura dentária, já que não exigem retenção física, ligando-se aos tecidos dentários por adesão química. Por outro lado, permitem realizar uma anatomia semelhante à integridade física original.

    Existem vários tipos de compósitos, os quais são usados consoante a necessidade. Nomeadamente, dependendo da localização do dente a restaurar, pode-se optar por um compósito mais resistente (dentes posteriores), ou por compósitos com melhores características estéticas (dentes anteriores).

  • Materiais Restauradores - Restaurações de cerâmica (inlay ou onlay) - sistema Cad-CamVer resposta

    São restaurações indiretas realizadas em laboratório e cimentadas posteriormente ao dente.

    Os inlay/onlay apresentam boa resistência às forças da mastigação, precisão de fabrico, integridade marginal, proteção contra cáries recorrentes e fácil higienização, sendo, por isso, uma ótima alternativa às restaurações diretas com compósito.

    Atualmente, recorrendo à tecnologia CAD/CAM é possível realizar e cimentar um inlay/onlay no próprio dia.

  • Materiais Restauradores -Restaurações a amálgamaVer resposta

    Material restaurador constituído pela junção de uma liga metálica e mercúrio. Embora seja muito resistente ao desgaste, tem a desvantagem de ser inestética.

Contacte-nos

Para agendar a sua consulta ou pedir mais informações.

CMD. Centro Médico Dentário

Estrada Ext. Circunvalação, 14632 4450-097 Matosinhos

Ver mapa

CMD. Instituto CUF

Rua da Fonte das Sete Bicas, 170 4460-188 Senhora da Hora

Ver mapa

CMD. Hospital CUF

Estrada da Circunvalação, 14 341 4100-180 Porto

Ver mapa

CMD. Clínica Cuf

Rua António José Oliveira Júnior, 137 3700-203 São João da Madeira

Ver mapa